Últimas notícias

segunda-feira, 24 de junho de 2019

Ministério Público instaura inquérito para apurar existência de NEPOTISMO e funcionários fantasmas na prefeitura e câmara de Santa Luzia do Paruá

O MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO MARANHÃO, por seu representante respondendo pela Promotoria de Justiça da Comarca de Santa Luzia do Paruá, no uso das atribuições previstas no art. 129, III, da Constituição Federal, art. 25, inc. IV, alínea “a”, da Lei nº 8.625/93, pelo art. 8º, § 1º, da Lei n. 7.347/85, e pelas Resoluções nº 23/2007, do CNMP – Conselho Nacional do Ministério Público e nº 010/2009 – CPMP – Colégio de Procuradores do Ministério Público do Maranhão, arts. 3º, II, 4º, §4º, do Ato Regulamentar Conjunto nº 05/2014- GPGJ e CGMP e ainda: Considerando a atuação do Ministério Público para apurar os fatos referente a suposta existência de nepotismo perante o Município e Câmara de Vereadores de Santa Luzia do Paruá, conforme Recomendação n°. 02/2017 – PJSLP, expedida com tal finalidade. 

Resumindo: Em 2017, o Ministério Público havia expedido uma recomendação orientando o gestor a cortar dos cargos comissionados parentes que estivessem atuando, todavia passados mais de 02 anos depois, a situação só se agravou. Há denúncias de que também na Câmara de Santa Luzia do Paruá também tenha se instalado um esquema parecido com o que opera na Prefeitura local, o fato é que tanto o gestor Plácido Holanda como o presidente da Câmara, Regilson Rodrigues terão que ser bem convincentes em suas explicações.

CONFIRA:

Jornalista Valdenor Pereira - Registro 0084745/SP

DEIXE SEU COMENTÁRIO:

Todos os direitos reservados © 2014 | Layout modificado por Genesis Design