Últimas notícias

terça-feira, 26 de março de 2019

MPF aponta ex-candidato a prefeito de Carutapera como integrante de quadrilha que desviou recursos federais do município

O Ministério Público Federal (MPF) ingressou com ação de improbidade administrativa na Justiça Federal contra o ex-prefeito de Carutapera (MA), AMIN BARBOSA QUEMEL e JOÃO ALVES CORDEIRO FILHO, por irregularidades na aplicação de verbas destinadas à educação, saúde e Assistência Social. O Inquérito civil instaurado pelo MPF, utilizou por base relatórios de Autoria Emitidos pelo Tribunal de Contas do Estado do Maranhão, referentes ao exercício financeiro de 2014, onde comprovam que teria havido licitação superfaturada de serviços e fraude nos certames. 

Além do ex-prefeito, também são apontados como responsáveis pela aplicação irregular de recursos  empresários e Candidato a Prefeito nas eleições de 2016, Sr. Cordeiro, proprietário da empresa Comercial Cordeiro. Na ação, o MPF pede a condenação dos requeridos ao pagamento de cerca de R$ 700.000,00 (setecentos mil reais) de ressarcimento dos prejuízos causados aos cofres públicos.

O procurador da República FLAUBERTH MARTINS, autor da ação, chama a atenção para o fato dos certames serem direcionados as empresas investigadas, montagens em processos licitatórios, e o mais grave, a ausência de prestação/ comprovação da prestação dos serviços.
O que chamou atenção ainda foi que o empresário proprietário da empresa COMERCIAL CODEIRO, SR. CORDEIRO DE DEUS (PSDC), foi candidato apoiado pelo Ex-Prefeito, Dr. Amin, também Réu na ação, demonstrando assim conluio na utilização indevida do recursos do município, demonstrando a existência de uma verdadeira quadrilha. 

Número do processo para consulta: 1005552-86.2018.4.01.3700.

Jornalista Valdenor Pereira - Registro 0084745/SP


DEIXE SEU COMENTÁRIO:

Todos os direitos reservados © 2014 | Layout modificado por Genesis Design