Últimas notícias

terça-feira, 2 de janeiro de 2018

Números desmentem o prefeito e mostram que Plácido Holanda recebeu mais dinheiro em 2017 do que a ex-prefeita Eunice em 2016

Ex-prefeita Eunice/Atual prefeito Plácido
Esperamos até o último dia do ano para realizarmos um balanço analítico/financeiro da prefeitura e traçamos um comparativo entre os anos de 2016 e 2017, curiosamente o resultado dessa analise criteriosa veio a desmentir o atual gestor de Santa Luzia do Paruá no que se refere a famigerada desculpa de crise propagada pelo mesmo para tentar se sobressair sobre as criticas em massa da população.
Para efetuarmos os cálculos e darmos um resultado com precisão e confiabilidade, como se é recomendável subtraímos o valor final do crédito pelo débito para se chegar ao valor liquido e não bruto (valor total incluindo débitos descontados) e o resultado foi surpreendente.
Nas últimas 72 horas restantes do governo Eunice em 2016 entraram nas contas da prefeitura aproximadamente de R$ 3, 5 milhões de reais, os valores ficaram bloqueados ou seja os recursos foram deixados a disposição de Plácido que assumiria em 01 de janeiro de 2017, além dos milhões que caíram no findar de 2016 havia um pequeno saldo positivo nas contas deixados pela ex-gestora, ou seja além dos R$ 33 milhões livres (valor líquido ou seja a sobra dos débitos descontados) a gestão Plácido Holanda contou com uma contribuição inicial de mais de R$ 3,5 milhões deixados pela ex-gestora, apesar de alegar que não houve voluntariedade da ex-prefeita ao deixar o dinheiro, o ex-prefeito sempre se esquivou em elogiar a gorda contribuição que recebeu ou seja mais de R$ 3 milhões de "presente" tentando evitar comentários positivos à ex-gestão e para evitar uma pressão inicial sobre seu governo. 
O fato é que os R$ 33 milhões livres recebidos pela gestão Plácido Holanda em 2017 somados aos mais de R$ 3,5 milhões deixados em caixa chega-se ao total estipulado de R$36,5 milhões líquidos recebidos em 2017enquanto a ex-prefeita só teve na prática a sua disposição em 2016 o valor aproximado de R$ 32 milhões (R$ 35,9 milhões recebidos de 01 de janeiro a 31 de dezembro subtraídos pelos R$ 3,5 milhões que caíram nas últimas 72 horas do ano, sendo bloqueados e só liberados já em 2017 pela atual gestão).

RESUMO DA OPERA
Apesar de tentar alegar CRISE o atual prefeito de Santa Luzia do Paruá teve mais recursos financeiros para administrar o município em 2017 do que a ex-prefeita em 2016 ou seja o que falta não é dinheiro e sim competência administrativa do atual gestor que já foi secretário de administração por quase uma década e mesmo assim não se policiou ao não tratar a maquina pública como algo sério e transformou o problema em uma verdadeira "bola de neve". 
Há funcionários e fornecedores que estão desde os últimos meses do ano passado com salários em atraso, mais de 700 foram demitidos ao longo do ano sem aviso prévio e mesmo assim não houve nenhuma mudança de postura no atual governo e sensibilidade para tentar resolver as pendências.

"CADÊ" O MINISTÉRIO PÚBLICO??????

DEIXE SEU COMENTÁRIO:

Todos os direitos reservados © 2014 | Layout modificado por Genesis Design