Últimas notícias

sexta-feira, 11 de agosto de 2017

Vereador profº Gil de Igarapé do Meio ameaça "dar na cara" de colega e discussão via WhatsApp vira caso de polícia

O vereador do município de Igarapé do Meio, Adalberto Ramos, registrou na quarta-feira (10), um Boletim de Ocorrência – B.O, contra seu colega parlamentar, o vereador Profº Gil, por ameaça. Os dois vereadores fazem parte de um grupo da rede social WhatsApp chamado ‘POLÍTICA NA PAUTA’ e entra várias conversas – onde em muitas delas o vereador Profº Gil, usa o grupo para atacar o atual prefeito e, desta vez perdeu o controle quando leu a seguinte mensagem do vereador Adalberto: “Teu pai ganhava 3500 de VIGIA isso ai e roubo cadê sua honestidade vereador”.
(…) te prepara que sexta-feira eu mais meus irmãos vamos da na tua cara lá na sessão.”, escreveu o vereador Profº Gil para seu colega parlamentar no grupo POLÍTICA NA PAUTA e ainda chamou-o de ladrãobandidosafado e sem moral. O Jornal A CORDA conversou com o vereador que justificou sua fúria para com Adalberto: “Quando eu li aquelas palavras fiquei fora de mim. Se ele tivesse falado na minha frente, na sessão, eu iria partir para agressão física.”, disse Gil.
O vereador Gil disse ainda que acha que não irá para a sessão desta sexta-feira (11). “Estou pensando de não ir pelo menos duas sessões, pois não quero ficar frente com Adalberto.”, finalizou ele. Já o vereador Adalberto relatou a nossa redação que não teve a intenção de ferir os sentimentos do colega, quando sita o nome do falecido pai do mesmo. “Eu quis mostrar ao povo o quando o vereador Gil estava errado quando defendia o ex-prefeito ‘Raimundinho’, pois seu pai recebia naquele mandato R$ 3.500,00 como vigia. E isso também aconteceu com outros membros da família do nobre colega, ganhando muito bem por sinal.”, colocou Adalberto. “Gil ataca o atual prefeito e por que mesmo?“, finaliza ele.
Caso seja verdade que o pai do vereador recebia o valor de R$ 3.500,00 é importante dizer que ele recebia mais até do que o ex-secretário municipal de esportes, Erinaldo Santos, pois como também justificou o vereador Gil, seu pai foi o técnico mais bem pago da história de uma ‘seleção amadora’ do município. A audiência entre os vereadores não foi repassada à nossa redação.
Baixo na integra o texto do vereador Gil e o comprovante do recebimento de alguns familiares e deixe seu comentário a respeito desse caso:

Adalberto se prepara que essa tu me paga vagabundo, meu pai é falecido e tu ladrão, bandido, safado, não tem moral para falar no nome dele, te prepara que sexta feira eu mais meus irmãos vamos da na tua cara lá na sessão, moleque, pau mandado, meu pai pilantra era vigia e prestava serviços a seleção de futebol do nosso município, inclusive fomos terceiro colocado no copão, fazendo por merecer o que ele ganhava safado, tu me paga.”.

DEIXE SEU COMENTÁRIO:

Todos os direitos reservados © 2014 | Layout modificado por Genesis Design