Últimas notícias

sábado, 15 de julho de 2017

Sem qualquer auxilio, índia gestante da aldeia Ximborenda agoniza por falta de atendimento de saúde e é socorrida por taxista

A situação é mais alarmante do que a exposta no decorrer desta semana, de acordo com informações já confirmadas por nossa redação, os indígenas fizeram um motorista refém nesta semana como último recurso na tentativa de obter mudanças significativas na área da saúde dentro da aldeia. A situação é critica e denota preocupação já que por falta de atendimento de saúde, muitos índios estão padecendo e tendo que conviver com o descaso dos que ficaram responsáveis por essa área e estão lucrando dinheiro com isso. Ontem (14), uma índia gestante não aguentando as dores veio ao chão agonizando, sem qualquer auxilio por parte do poder público, os indígenas tiveram que fretar um carro para socorrer a vítima que se encontrava em risco juntamente com o bebê em seu ventre. Os índios da aldeia Ximborenda relatam que os mesmo estão "esquecidos" e que quando acontecem situações como esta, precisam contar com a sorte ou com o improviso para escaparem com vida.

NOTA DE DENÚNCIA E REPÚDIO
"Chega de descaso e morte na saúde do nosso povo. Nós exige respeito nosso Conselho de gestao kaapor "
Nos kaapor não aguenta mais injustiça e descaso na nossa saúde no polo base de ze doca no Maranhão. O coordenador do dsei Maranhão Alexandre cantuaria é mentiroso e ditador. Ele não aceita sua falha e fica impondo pra gente aceitar tudo que ele decide sem respeitar nosso povo, nosso Conselho de Gestão. Ele tira e coloca quem ele quer pra trabalhar no nosso polo base e no dsei. Ele persegue e manda polícia prender lideranças que fiscaliza, exige e cobra justiça na saúde indígena. Ele colocou pessoas no polo base de ze doca ligado a exploradores de nossa terra, principalmente madeireiros. A gente ja fez muita denúncia contra ele e essas pessoas que trata mal nossos parentes no polo base. Denúncias no mpf de sao luiz e procuradoria de Brasília. Ele dá emprego pra branco e pra indígena que concorda com ele. Ele pede pra lideranças indigenas de outro povo pedir apoio pra politico do governo pra apoiar ele e não tirar ele do dsei Maranhão. Isso ta muito errado. Enquanto isso nosso povo fica doente, morrendo por causa descaso deles. É mentira dele quando disse que os índios no Maranhão foram todos vacinados. As aldeias do nosso povo como Ximborenda, Capitão mira, piquizeiro, cumaru, jaxipuxirenda, ypahurenda, ywyahurenda, myrawirenda, jumueharenda keruhu não foram vacinados. Sao quase 1.200 indigenas. O funcionários do polo base de ze doca se recusam atender essas aldeias. A gente ta pedindo para as prefeituras atenderem.

A gente não aceita mais esse pessoal e pede justiça já. Exigimos a criação urgente Polo Base de Ximborenda e Polo Base de Zé Gurupi. A saída do Alexandre cantuaria e dos funcionários corruptos e madeireiros do polo base de Zé Doca. Tem que respeitar nosso Conselho de Gestão Kaapor, nossa autonomia e nosso jeito de trabalhar com nosso povo.


Ximborenda, 10 de Julho de 2017.

Conselho de Gestão Ka'apor

DEIXE SEU COMENTÁRIO:

Todos os direitos reservados © 2014 | Layout modificado por Genesis Design