Últimas notícias

quarta-feira, 19 de julho de 2017

É MENTIRA! Notícia que fala de caminhão cheio de corpos de crianças apreendido em São Luis é FALSA

Uma falsa notícia praticamente viralizou nos grupo de WhatsApp e até mesmo em outras redes sociais de maranhenses nesta quarta-feira (19). O título já choca pelo fato de afirmar que um caminhão cheio de corpos de crianças foi descoberto após uma abordagem policial em São Luis, o fato que mais chama a atenção é a mente doentia de quem divulgou a notícia como sendo na capital do Maranhão não se dando sequer ao trabalho de alterar o texto original da noticia, simplesmente copiando de outros canais que a divulgaram em 2011 e requentando a mesma com o prefixo SÃO LUIS.
LINK DA NOTICIA FALSA: http://www.whatts.cf/2017/07/policia-prende-caminhao-cheio-de-corpos.html
Para começar a embasar a matéria nossa redação foi atrás da origem da imagem divulgada como sendo registrada em São Luís e para nossa surpresa descobrimos que a imagem que mostra corpos jogados no chão inclusive crianças, se refere a um massacre registrado na Siria em 2013 conforme se pode conferir na imagem e no link abaixo:

http://nationalpost.com/news/world/israel-middle-east/syrian-attack-that-killed-hundreds-would-be-worst-use-of-nerve-gas-since-saddam-hussein/wcm/152edb71-cac5-4d3c-bc46-54b4d0f3e459

A notícia foi espalhada por grupos de WhatsApp e requentada com objetivo de atingir diretamente a família Sarney, insinuando em parte que as crianças teriam sido mortas em um suposto ritual satânico comandando pela família Sarney e que o sacrifício envolveria colocar a família novamente no poder.
Pela narração, fantasia e dano na propagação, logo se percebe que os criadores da mentira tiveram por objetivo principal atingir a família Sarney e caluniar qualquer possível manifestação em favor de um candidato nas eleições 2018. Nos grupos de WhatsApp além de destacar São Luís como suposto local o replicador ainda faz questão de mencionar a família Sarney como co-participante do ocorrido.
A farsa espalhada só mostra o descontentamento de aliados de Flávio Dino com a ameaça de Roseana e o medo que ronda o Palácio do Leões numa possível volta da ex-governadora ao comando do executivo.

Para iniciarmos a desfragmentação do factoide vamos aos fatos verdadeiros:

A primeira imagem, que mostra vários corpos dentro de um caminhão, é de abril de 2011, quando descobriu-se valas comuns com 120 corpos enterrados. O caso aconteceu no México, mas nada tem a ver com tráfico de órgãos e não havia crianças entre os mortos. As investigações feitas na época descobriram que as mortes estavam relacionadas a um cartel de drogas.
Já a segunda foto, que mostra várias crianças no chão, é de um ataque ocorrido na Síria em agosto de 2013. Rebeldes sírios afirmam que essas pessoas (crianças e adultos) foram mortas em um ataque com gás tóxico por forças pró-governo em Ghouta oriental, na periferia da capital Damasco.
Uma busca nos principais jornais mexicanos e brasileiros não nos retorna nenhuma notícia a respeito. É claro que uma notícia como essa, se fosse verdadeira, estaria em todos os programas sensacionalistas na TV, no rádio e em todos os jornais….
Além disso, o inventor dessa notícia falsa tomou o cuidado de não colocar a data em que o fato teria ocorrido. Dessa forma, essa e-farsa poderá voltar a circular novamente ano após ano, e quem a ler pela primeira vez poderá achar que se trata de algo recente (mesmo daqui uns anos).




DEIXE SEU COMENTÁRIO:

Todos os direitos reservados © 2014 | Layout modificado por Genesis Design