Últimas notícias

quinta-feira, 16 de março de 2017

Flávio Dino e deputado professor Bira do Pindaré aplicam golpe contra professores do Maranhão

Professores se revoltaram durante a votação da Medida Provisória (MP) 230/2017, de autoria do Governo Flávio Dino, que altera o Estatuto do Magistério e dispõe sobre o reajuste salarial dos professores da rede pública do Maranhão. Mesmo aos gritos de “Dino é um traidor” e um “Bira Traidor”, em referência ao governador Flávio Dino e ao deputado da base governista Bira do Pindaré (PSB), e “deputado traidor, vota contra professor”, a proposta foi aprovada nesta quarta-feira (15), no plenário da Assembleia Legislativa.
Em uma cena de protesto, o deputado da oposição, Adriano Sarney (PV) chegou a rasgar um livro, escrito por Flávio Dino, que questiona a legitimidade das Medidas Provisórias. Alguns deputados da base do governo chegaram a se afastar de perto de onde se encontravam os professores.
A Medida Provisória encaminhada pelo governador Flávio Dino (PC do B) ao Poder Legislativo, altera o texto do Estatuto sancionado em 2013, e prevê, para este ano, um reajuste de 8% sobre os vencimentos e a Gratificação por Atividade no Magistério (GAM) para quem ganha abaixo do piso, e somente sobre a GAM para as demais classes. A categoria, no entanto sustenta que os professores que ganham abaixo do piso são a minora e exige reajuste dos vencimentos para toda a classe.

Com informações de O Estado

DEIXE SEU COMENTÁRIO:

Todos os direitos reservados © 2014 | Layout modificado por Genesis Design