Últimas notícias

quinta-feira, 16 de março de 2017

Conheça o Projeto "Lutando Pela Vida" da Polícia Civil do Maranhão; 75 jovens, entre crianças e adolescentes são atendidos

Daquelas iniciativas positivas e que dar gosto de divulgar, o projeto social “LUTA PELA VIDA” nasceu da necessidade da inclusão social e tem como objetivo maior formar cidadãos através das artes marciais. A Superintendência Estadual de Investigações Criminais (SEIC), por intermédio do Grupo de Resposta Tática (GRT), desenvolveu o projeto social para a comunidade do bairro de Fátima, em São Luís, no intuito de contribuir para a formação de crianças e adolescentes por meio das artes marciais: Judô e Jiu-Jitsu.

Visando ensinar valores morais adquiridos através do esporte à comunidade, o projeto tem objetivo principal de educar e formar essa geração mais nova, com determinação, respeito e disciplina, permitindo que eles disseminem uma cultura e paz. É um trabalho coordenado pelo Superintendente da SEIC, Tiago Bardal e desenvolvido por policiais civis que consiste em aulas totalmente gratuitas, realizadas de terça à sexta nos períodos da manhã, tarde e noite. As aulas são ministradas pelos policiais Civis Diego Moraes (Professor – faixa preta de Judô), Luís Antônio de Andrade (Professor – faixa preta Jiu-Jitsu) e Fabio Nogueira Castro (Professor – faixa preta de Jiu-Jitsu), no interior da Superintendência.

O Jiu-Jitsu e o Judô são esportes completos que trabalham todos os grupos musculares, além da melhora na capacidade cardiorrespiratória. Da mesma forma é visível no praticante da arte suave a evolução na área psicossocial, logo são esportes onde a disciplina, o respeito e o espirito e família são fundamentais para o sucesso não somente do tatame, mas na vida

DEIXE SEU COMENTÁRIO:

Todos os direitos reservados © 2014 | Layout modificado por Genesis Design