Últimas notícias

domingo, 4 de dezembro de 2016

Fuga de presos e rebelião marcam o sábado (03), em Governador Nunes Freire; Cidade permanece sem delegado

O dia dos moradores que residem próximos a Delegacia de Polícia Civil de Governador Nunes Freire, foi de expectativas e muita frustração, isto porque a fuga registrada no final da tarde de ontem (03), pôs fim a tranquilidade de quem se deparou com detentos correndo entre ruas e quintais, os presos que permaneceram no estabelecimento prisional resolveram reivindicar uma série de melhorias e o pandemônio acabou se generalizando tornando-se assim uma rebelião. De acordo com lideres do movimento, o objetivo era chamar a atenção das autoridades para o problema da superlotação nas celas, falta de delegado, os presos reclamavam também que estavam proibidos de ter direito ao banho de sol. Para dar mais enfase as cobranças, os presos subjugaram um dos detentos e o colocaram como refém fazendo ameaças contra sua integridade física caso não tivessem seus pedidos atendidos. A delegacia tem capacidade para abrigar 16 detentos mas de acordo com informações, estaria abrigando aproximadamente 50.
O Ministério Público ainda não se posicionou com o objetivo de tomar providências junto a Secretaria de Segurança Pública mesmo tendo ciência da seriedade que o caso precisa ser acompanhado. Governador Nunes Freire é uma das cidades mais violentas da região, em um período de dois anos, dois vereadores, um blogueiro e o maior empresário da cidade foram assassinados, as mortes registradas seguem sem qualquer elucidação. 
As negociações seguiram durante a noite e se encerraram positivamente após a chegada do GOE (Grupo de Operações Especiais).
Por volta das 04h00 deste domingo (04), cerca de 15 presos foram transferidos para a cidade de Pinheiro.

DEIXE SEU COMENTÁRIO:

Todos os direitos reservados © 2014 | Layout modificado por Genesis Design