Últimas notícias

sábado, 4 de junho de 2016

DENÚNCIA: Beneficiários suspeitos de fraudar seguro-defeso em Araguanã fizeram parte do movimento de interdição da BR-316

Na tentativa de sanar o impasse que se prolonga a meses, lideres de pescadores da cidade de Araguanã organizaram um movimento cujo objetivo principal seria chamar a atenção das autoridades para que houvesse uma eventual e posterior liberação do beneficio. Em julho de 2015, o extinto Ministério da Pesca emitiu uma relação oficial com benefícios bloqueados em Araguanã sob suspeita de recebimento indevido do benefício alicerçado a informações inverídicas. Muitos destes falsos pescadores se aglomeraram ao grupo de aproximadamente 100 pessoas responsáveis pela interdição da BR-316 na expectativa de também tornarem a receber o benefício, nas proximidades da cabeceira da ponte sobre o rio Turiaçu. O Governo Federal alega que no Maranhão muitos dos beneficiários não comprovaram com êxito suas atividades pesqueiras, muitos inclusive nunca sequer pegaram em qualquer objeto utilizado para prática da pesca. O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) havia recomendado que os pescadores que tivessem como comprovar a prática fizessem o recadastramento dos dados cadastrais nas superintendências federais da pasta, e logo em seguida procurar o INSS para dar entrada no seguro. O presidente da Federação no Maranhão alega que mesmo com os pescadores registrados na federação, não foi repassado nenhum prazo para a normalização dos pagamentos.

DEIXE SEU COMENTÁRIO:

Todos os direitos reservados © 2014 | Layout modificado por Genesis Design