Últimas notícias

sábado, 28 de maio de 2016

"Cego, surdo e mudo", SINPROESEMMA trai classe de professores do Maranhão e se recusa a cobrar de Flávio Dino o reajuste de 11,36%

De esperança de educadores e profissionais que lutavam por uma educação melhor à decepção justificada pela desastrosa relação política entre Júlio Pinheiro (presidente do sindicato) que também é filiado ao PC do B (partido de Flávio Dino). Antonio Julio Gomes Pinheiro (43 anos) não fez nos últimos meses a menor questão de se opor ao governo de Flávio Dino e em defesa da classe de professores, em conversas reservadas Júlio não esconde que o seu discurso mudou, tido como implacável, na gestão de Roseana Sarney, o mesmo era opositor ferrenho e sempre se mostrava irredutível na intenção de combater os desmandos da ex-governadora. O sindicato antes visto como simbolo de oposição a medidas nada populares hoje é taxado pelos próprios educadores como "sindicato do PC do B" ou "sindicato de Flávio Dino". 
Professores em manifestação contra o governador
Flávio Dino, contra o prefeito Edivaldo Holanda e 
contra o próprio SINPROESEMMA
O motivo do silêncio do sindicato mesmo diante das expressivas criticas de associados se dá, pela proximidade com a eleição na capital São Luís, de acordo com fontes ouvidas, Júlio pretende a todo custo galgar posições dentro da política local ainda que para isso tenha que amordaçar a boca do sindicato para não prejudicar a imagem do governador Flávio Dino. Enquanto a presidência do sindicato se omite, professores de todo o Estado estão se organizando em diversas frente no intuito de defender os direitos da categoria.
Curiosamente, o Sinproesemma vem tentando a todo custo abafar qualquer manifestação contrária ao governador Flávio Dino. A blindagem tem provocado uma enxurrada de criticas na página oficial do sindicato no Facebook. Qualquer postagem que vá ao ar é rapidamente rechaçada com uma enxurrada de comentários irônicos com relação a estranha atuação do sindicato que jurava defender os servidores.
Júlio Pinheiro (SINPROESEMMA) e Flávio Dino
unidos nas eleições de 2014
A inércia do sindicato encabeçada por um presidente que almeja o apoio de Flávio Dino para sua candidatura a vereador de São Luis, em contrapartida, professores de todo o Estado com o lema "O SINDICATO SOMOS NÓS" estão se mobilizando e se aliando ao MRP (Movimento de Resistência de Professores  do Maranhão), cujo objetivo é combater a politicagem dentro da instituição e verdadeiramente lutar pelos direitos da categoria.
Flávio Dino em sua defesa, garantiu que não existem recursos para garantir o reajuste de 11,36% e com a "ajudinha" do sindicato tem conseguido calar muitos daqueles que se diziam "eternos defensores" da educação no Maranhão.

DEIXE SEU COMENTÁRIO:

Todos os direitos reservados © 2014 | Layout modificado por Genesis Design