Últimas notícias

segunda-feira, 11 de abril de 2016

"TRAÍDORES MARANHENSES": Deputados João Marcelo, Weverton Rocha e Junior Marreca votam contra impeachment e a favor da permanência de Dilma Rousseff no poder

Sem muita expressividade na Câmara, os deputados maranhenses seguem a risca o "enredo dos covardes". Em uma sessão que durou quase 10 horas, 38 deputados aprovaram o relatório e 27 se manifestaram contrários. O parecer segue agora para votação no plenário da Casa, prevista para começar na próxima sexta-feira (15) e durar entre dois e três dias.      
A votação foi realizada na última sessão da comissão especial, que se reuniu dez vezes desde 17 de março, data que o comitê foi instalado. A reunião de hoje teve quórum máximo, com a presença de quase todos os 65 membros titulares, além de dezenas de suplentes e deputados não membros. Dos 27 deputados que se manifestaram contrários ao impeachment, 03 são deputados maranhenses, são eles: João Marcelo (PMDB-MA), Weverton Rocha (PDT-MA) e Junior Marreca. 
O deputado Junior Marreca (PEN-MA) justificou seu voto descabido afirmando que a comissão especial do impeachment virou palco de “uma disputa meramente pelo poder”. “Não estamos cassando mandato de uma presidente por algo que ela cometeu, mas por uma briga de espaço de poder”, declarou.
Weverton Rocha, fiel aliado de Dilma, já havia entrado com um mandato de segurança no Supremo Tribunal Federal (STF) na tentativa de impedir que o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ) adotasse regras que segundo Rocha podiam prejudicar a presidente Dilma Rousseff durante a votação do impeachment no plenário.
A maior decepção partiu por parde do deputado João Marcelo que votou contra a linha de votação do próprio partido, o PMDB que rompeu com o governo.

DEIXE SEU COMENTÁRIO:

Todos os direitos reservados © 2014 | Layout modificado por Genesis Design