Últimas notícias

quarta-feira, 23 de setembro de 2015

Senador João Alberto (PMDB-MA) passa vergonha em troca de farpas com senador Romário, na CPI do Futebol

O senador Romário Farias (PSB) usou sua conta no Facebook nesta quarta-feira (23), para expor uma visão equivocada e retrógrada tida por parte do senador João Alberto (PMDB-MA). A reunião era tida como essencial no sentido de votar a quebra do sigilo bancário e fiscal do ex-presidente preso da CBF, José Maria Manin. João Alberto fazendo uso do microfone, afirmou que o futebol mais organizado do mundo é o brasileiro e que a goleada sofrida em casa, por 7 a 1, decretando a desclassificação da seleção, não passou de uma fatalidade que não pode ser tida como a imagem de um futebol desorganizado. João Alberto também fez menção ao período em que segundo o mesmo, foi dirigente de clube de futebol.

Fazendo uso da palavra o senador Romário replicou taxando como resultante de uma miopia, a colocação do nobre senador maranhense. "Primeiro que nosso futebol não é organizado. Ele é um dos mais desorganizados do mundo. Segundo, não temos dirigentes bons e ruins, temos ruins e péssimos. Terceiro, uma seleção brasileira disputar uma copa do mundo em casa, tomar de 7 a 1 e ficar em quarto lugar numa copa do mundo no Brasil… Se vossa excelência acha que isso é um resultado positivo, me desculpe, mas não posso acreditar que o senhor teve a experiência de ter dirigido algum clube de futebol, porque isso não entra na cabeça de ninguém, principalmente na minha que joguei futebol muitos anos". disse Romário. E não parou por ai! Romário fez questão de expor uma série de fatores que ressaltam uma mancha de corrupção no cenário do futebol nacional e que não podem ser ignorados pela sociedade brasileira, muito menos pelos representantes do povo no Senado Federal. "Com todo respeito a Vossa Excelência pelo seu histórico, mas esse senhor (Del Nero) não presta, ele é imoral, esse senhor para mim é um dos cânceres que temos no futebol e câncer, assim como a doença, tem de ser extirpado", continuou. A CPI do Futebol aprovou hoje o requerimento de quebra dos sigilos bancário e fiscal do ex-presidente da CBF, José Maria Marin. A comissão também vai solicitar ao Conselho de Controle de Atividades Financeiras (COAF), do Ministério da Fazenda, as informações financeiras de Marin do período de 12 de março de 2012 até a sua prisão em 30 de maio deste ano.

DEIXE SEU COMENTÁRIO:

Todos os direitos reservados © 2014 | Layout modificado por Genesis Design