Últimas notícias

segunda-feira, 31 de agosto de 2015

Posse antecipada de Malrinete como prefeita de Bom Jardim "engessou" e frustrou planos da Câmara Municipal

O que muitos esperavam, pode não acontecer como o planejado, foi o que revelou o atual Presidente da Câmara de Vereadores de Bom Jardim, Arão Silva (PTC). Em entrevista publicada no Jornal O ESTADO, o mesmo expressou profundo descontentamento e surpresa com a pressa e atitude da vice-prefeita na ânsia de assumir o cargo. 
“A Lei Orgânica diz que o prefeito não poderá ausentar-se do município sem a licença da Câmara, sob pena de perda de mandato. Acontece que, quando a vice-prefeita assumiu mandato de prefeita, por decisão judicial na sexta-feira, acabou ao mesmo tempo fazendo com que ficássemos impedidos de pedir o afastamento da prefeita. Isso porque Lidiane ficou, na verdade, apenas oito dias fora da administração municipal. A cadeira de prefeito está agora ocupada. O Município não está mais sem comando” ressaltou Arão em suas palavras direcionadas ao repórter. O presidente da Câmara não escondeu seu descontamento com o que ressaltou ser precipitação. Em continuidade às suas palavras, Arão afirmou: “Estávamos aguardando até com ansiedade que esse prazo de 10 dias fosse excedido pela prefeita, justamente para que realizássemos logo amanhã [hoje] uma sessão extraordinária, consolidando o seu afastamento. Após afastada, iniciaremos o processo da cassação do seu mandato. Depois de afastada, era justamente a vice-prefeita quem assumiria o mandato. Mas ela se precipitou, numa atitude que surpreendeu a todos nós, e recorreu à Justiça antes de realizarmos a sessão”.
O prazo para que Lidiane Leite se entregasse a Polícia sem prejuízo político se encerrou neste domingo (30), o problema é que, como a vice assumiu dentro desse espaço de tempo através de decisão judicial, a Câmara de Vereadores ficou incapacitada de realizar nesta segunda (31), o processo de afastamento embasado na Lei Orgânica do município. Após o afastamento que seria realizado pela Câmara, Malrinete assumiria a gestão do município normalmente, o ato de entrar na Justiça para conseguir assumir a cadeira, pode ter atrasado ainda mais uma ação definitiva de afastamento contra Lidiane Leite, já que o município de Bom Jardim havia ficado só 08 dias sem comando enquanto a expectativa era que mais dois dias se passassem, e este espaço de tempo restante terminou sendo ocupado pela própria vice-prefeita da cidade.

DEIXE SEU COMENTÁRIO:

Todos os direitos reservados © 2014 | Layout modificado por Genesis Design